Bru Calderon

Bolo Candy Color

Bolo Candy Color

Se você me segue aqui no Blog e no Instagram, deve ter visto há pouco tempo uma das produções mais lindas desse mundo com a Coleção Flamingo da Michel Design Works recheada de (é claro) FLAMINGOS!

Bolo Candy ColorCaso tenha perdido o post, te conto que produzi uma receita de Cuscuz Marroquino que ficou deliciosa e muito bem apresentada no bowl e nos pratos da marca, que é trazida ao Brasil com exclusividade pela Anova Trade.

Ficou curioso? Aqui está uma das fotos da produção e para ver a receita, clique aqui.

Pois bem, eis que desde essa produção do cuscuz fiquei pensando que gostaria de usar novamente os produtos mas desta vez dando atenção à estrela da coleção – o flamingo.

Calma, que eu não vou cozinhar o coitado do flamingo no prato de hoje não!

A ideia foi apenas usar a referência das cores dele que é febre em todos os cantos por aí. Que cores?

As tais “Candy Colors”.

A verdade é que o retorno da moda das cores em tons pastel já tem mais de 8 anos, quando Miuccia Prada levou à passarela peças rosinhas e amarelinhas que fizeram sucesso e começaram a ser reproduzidas por diversas outras marcas, ganhando força no mundo da moda.

De lá pra cá, as cores clarinhas sairam das passarelas e dos quartinhos de bebê para dominar – literalmente – a casa toda. De geladeiras à toalhas de banho, de pratos à equipamentos eletrônicos, as candy colors invadiram o mercado com as mais variadas opções de produtos.

Mas a origem dessa moda é ainda mais antiga. A inspiração para criar cores em tonalidades claras e delicadas surgiu nos anos 60 quando tudo tinha um ar mais delicado, suave e agradável aos olhos. Roupas, eletrodomésticos e utensílios do dia a dia possuiam formato mais arredondado, curvado e sempre nas cores dos doces que também faziam sucesso na época – jujubas, confetes e marshmallows.

Muita gente chama a tendência das candy colors de “vintage” e hoje estou aqui para te contar que o uso dessa expressão está errado.

Aliás, antigo, vintage e retrô são termos que estão bem na moda ultimamente, não é mesmo? Tá, eu sei que ficou engraçado o uso de “antigo” e “moda” na mesma frase, mas é a mais pura verdade.

Eu aposto que você mesmo já deve ter ouvido alguém falar que algo era “vintage” se referindo à um carro ou uma peça de antiguidade. Estou certa?

De fato, as três palavras – antiga, vintage e retrô – andam em alta e estão presentes em diversos segmentos, mas justamente por estarem em evidência, acabam sendo usadas de maneira errada na hora de definir um produto ou conceito.

Hoje te conto a diferença entre as três expressões para você nunca mais se confundir!

ANTIGO

Podemos chamar de antigo tudo que se refere à objetos e peças que tenham pelo menos 100 anos de idade. Um móvel, um objeto decorativo, uma roupa, enfim, qualquer peça que “assoprou velinhas” de pelo menos 1 centenário, pode ser chamada de ANTIGUIDADE e por isso se encaixa no conceito do termo “antigo”.

VINTAGE

Já o vintage é a melhor expressão a ser usada quando estamos falando de um produto também original e de outra época, mas que tenha mais de 20 e menos de 100 anos.

Algo como é antigo, mas nem tanto, por assim dizer! Podemos chamar de vintage objetos, roupas e quaisquer outras peças que tenham sido feitas e lançadas de 1920 em diante.

RETRÔ

Diferentemente dos conceitos de “antigo” e de “vintage”, o retrô faz referência à peças novas que tenham como inspiração épocas passadas, ou seja, o retrô é um produto atual e novo que faz uma releitura de um determinado produto, estilo, decoração, enfim, qualquer coisa que tenha sido moda em épocas passadas.

Muito interessante entender e conhecer mais sobre esses conceitos, não é mesmo?

A partir de hoje, toda vez que você for à uma feira de antiguidades, à um museu ou a uma exposição de carros, você saberá definir exatamente qual peça é antiga, qual é vintage e qual é retrô!

Agora que você já sabe de todos esses conceitos, te mostro nossa receita de hoje:

Já adivinhou qual termo se encaixa na produção de hoje?

Sim, nosso Bolo Candy Color é totalmente retrô! 🙂

Bolo Candy Color

Usei como inspiração as cores claras e os desenhos delicados da coleção Flamingo da Michel para criar um Bolo com camadas candy colors que foram moda nos anos 60 e o resultado final foi uma produção colorida, alegre e muito charmosa!

Bolo Candy Color

As peças de melamina da Michel Design Works podem ser lavadas direto no lava louças e são perfeitas para o serviço até 65°C, ou seja, são super versáteis e podem ser usadas para alimentos frios e quentes. Já as bandejas da marca são de madeira com acabamento em decoupage manual e são tão versáteis que podem ser utilizadas nos mais variados ambientes da casa como decoração e serviço, como é o caso de hoje!

Que tal também se inspirar nesta produção toda retrô e também fazer este Bolo Candy Color lindo aí em sua casa?


INGREDIENTES

BOLO ROSA

  • 3 ovos
  • ½ xícara de óleo
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 xícara de leite
  • 1 caixinha de gelatina de morango
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

BOLO VERDE

  • 3 ovos
  • ½ xícara de óleo
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 xícara de leite
  • 1 caixinha de gelatina de limão
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

BOLO ROXO

  • 3 ovos
  • ½ xícara de óleo
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 xícara de leite
  • 1 caixinha de gelatina de uva
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

RECHEIO BUTTERCREAM

  • 200 gr de manteiga
  • 400 gr de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de sopa de leite
  • 1 colher de sopa de extrato de baunilha

MODO DE PREPARO

Faça um bolo por vez e reserve a medida que forem ficando prontos, ok?

Escolha o primeiro bolo e no liquidificador coloque os ovos, óleo e açúcar e bata. Adicione a gelatina e bata novamente. Despeje o conteúdo em uma tigela grande e adicione a farinha de trigo e o fermento, misture bem, despeje em uma forma untada e enfarinhada e leve para assar em forno pré aquecido a 180° por aproximadamente 35 a 40 minutos.

Enquanto um bolo esfriar, bata o próximo e leve para assar. Faça isso com os 3 bolos.

Quando estiverem frios, desenforme-os e corte os topos arredondados para que você tenha em mãos fatias bem alinhadas dos 3 bolos.

Agora vamos fazer o recheio e cobertura. Na batedeira coloque a manteiga em temperatura ambiente e bata de 2 a 3 minutos até ela ficar bem cremosa e mais clarinha. Sem parar de bater, adicione o açúcar, o leite e a baunilha. Continue batendo até virar uma mistura firme e consistente.

Para montar, coloque a fatia do bolo rosa em um prato grande, cubra com o buttercream, coloque a fatia do bolo verde, cubra novamente com o recheio e finalmente a fatia do bolo roxo, também coberta com o buttercream. Para finalizar, esfarele os topos que tiramos do bolo e jogue por cima para um efeito colorido por cima do bolo.

RENDIMENTO

20 pedaços

DICAS

Se seu forno for grande e você tiver 3 assadeiras iguais, pode bater os três bolos e levá-los em conjunto para assar no forno ok? Se não, bata e asse um por vez, é só ter um pouquinho de calma que no final tudo dá certo e o resultado é lindo.

Bolo Candy Color

Para conhecer outras coleções da Michel Design Works e outros produtos da Anova Trade, acesse:

www.anovatrade.com.br

Que tal receber minhas receitas super quentinhas direto no seu email?

É só informar o seu melhor email: